Social Icons

Palpite para a Redação ENEM 2015

Tendo em vista as exigências da Redação ENEM nos anos anteriores, que relacionam o indivíduo com a sociedade, aposto, neste ano, em um tema que trata do indivíduo e temas filosóficos. 


Em 2015, com a entrada de vagas da USP no ENEM, aposto em um tema filosófico. Também, muitos problemas atuais do Brasil e do Mundo podem exigir posicionamento ético e comportamental, até mesmo a ação do homem nos problemas climáticos, por exemplo, o que também interfere na área da relação do indivíduo com o universo biofísico.

Aproveito para apresentar a redação que foi trabalhada e discutida com a Turma do ENEM da Tutorial Estudos, apostando no tema: a dimensão ética da palavra crise, minha grande aposta para 2015. Boa prova a todos!

O “eu” e a crise

Crise pode significar oportunidade e superação para uns ou pessimismo e fuga para outros. A palavra crise tem sido utilizada em diversas esferas: política e econômica; hídrica; de identidade. Por todas as designações, entendemos que é um problema que precisa ser superado ou que mudanças precisam acontecer. Mas, diante do caos que se manifesta de forma externa ou interna ao sujeito, a reflexão das ações do “eu” se faz necessária quando surge a palavra crise.

Desta maneira, sobre a ação individual no painel negativo atual, mesmo fazendo parte do todo, devemos ficar à parte do todo. E neste momento de discussão da ética, pano de fundo para o comportamento social, a diferença tem destaque em todos os lugares. Assim, noticiam: “Funcionário de estacionamento encontra carteira com dinheiro. Procura e encontra o dono!”. Desta ação, destaca-se, então, a relevância da ação individual. É preciso pensar no que posso fazer na contramão do pessimismo e dos maus exemplos.

Também, julgar os meus próprios atos antes de julgar os dos outros se faz necessário. Tarefa difícil para um indivíduo talvez seja dialogar consigo mesmo. Esse ofício filosófico que faz parte da autonomia, segundo Marilena Chauí, não parece estar inserido no ciclo negativo de ações que assola a sociedade. Assim, mais fácil é julgar o outro e indignar-se com o outro a olhar para minha própria atitude e refletir.

Portanto, no campo educacional, é preciso relacionar a Filosofia com a prática social buscando projetos que enfatizem as ações do sujeito na sociedade e uma reflexão voltada para a mudança comportamental. Campanhas governamentais que visem novos hábitos da população também são fundamentais, como no caso da crise hídrica. Contudo, a reflexão “forçada” dos tempos de crise é o que esperançosamente nos levará à mudança.

Marilisa Cardoso Bernardi
Especialista em Leitura e Produção de Texto

Não esqueça de fazer o planejamento do texto antes de escrever o rascunho. Para a redação acima, fiz o seguinte planejamento:

Tese: A reflexão das ações do “eu” se faz necessária quando surge a palavra crise
Arg.1: Parte integrante da sociedade,  posso fazer a diferença dentro dela
Arg.2: Antes de julgar o outro, devo julgar os meus próprios atos

Proposta de intervenção: No currículo, relacionar a filosofia com o tema da crise