Social Icons

Formulação da tese no texto dissertativo-argumentativo

... só consegue se posicionar aquele que cria um raciocínio lógico-argumentativo acerca dos fatos, dados e exemplos, analisando-os de modo aprofundado, sem se render ao senso comum, apenas


No curso Redação do texto dissertativo-argumentativo: uma questão de posicionamento que ministro na Tutorial Estudos, sempre surge a dificuldade de formulação da tese. Muitos estudantes não apresentam tese consistente em seu texto argumentativo. Como pode um texto não defender um ponto de vista? Se nada defender, a produção textual corre o risco de apenas tangenciar o tema, como bem esclarecem muitos critérios de correção.

Todo texto dissertativo-argumentativo segue uma lógica de pensamento e construção da linguagem que leva o ‘auditório’ a concordar com o posicionamento do autor frente à problemática instaurada no tema. Ora, se eu não crio uma sentença – com todos os elementos gramaticais, diga-se de passagem  - de posicionamento frente ao tema, não conseguirei convencer ninguém, formando uma discussão vazia. Muitos textos são inadequados por apenas dissertar sobre o tema e nada concluir ou propor por meio de argumentos e proposta de intervenção.

A formulação da tese vai guiar a abordagem do autor em relação ao tema. Podemos escolher diferentes recortes para o tema. Quanto mais específica e clara for a tese, mais facilmente se construirá o texto. Tomemos por exemplo a notícia: “Menino de 9 anos é internado após agressão em escola”, do jornal O Estado de São Paulo, de 18/09/09. Ao ler a notícia, nos chama a atenção o fato de nem o menino, nem a escola denunciarem ou tomarem providência em relação à violência que vinha acontecendo na escola, resultando na forte agressão física que resultou na internação. Podemos escolher diferentes pontos de vista para defesa em um texto, mas, aqui, daremos ênfase no papel da escola, formulando: A negligência da escola promove a impunidade, gerando agressões sem limites.


Desta maneira, delineio as palavras-chave da minha tese:  sujeito, verbo e complementos que especificam minhas escolhas e indico a entrada a ser feita no tema.  No exemplo acima, uma expressão fundamental é “negligência da escola” (sujeito) e outra é “impunidade”, devendo ser trabalhadas na argumentação. Muitas vezes, no planejamento do texto, os estudantes preferem fazer um levantamento de argumentos mais relevantes sobre o tema para daí criar a tese. Tudo bem. O importante é que no decorrer do texto o autor defenda sua tese, mesmo que ela não apareça no início do texto.

Portanto, a tese comprova o posicionamento crítico do ser social frente à problemática apresentada. Também, só consegue se posicionar aquele que cria um raciocínio lógico-argumentativo acerca dos fatos, dados e exemplos, analisando-os de modo aprofundado, sem se render ao senso comum, apenas.

Escrito por Marilisa Cardoso