Social Icons

Verbos impessoais

Vamos desbravar as normas gramaticais de nossa língua?

Certa demanda de aula sobre análise sintática provocou-me para este post, feito com pesquisa em fontes confiáveis e comparação entre as mais diversas explicações encontradas em livros de gramática e sites e blogs que obtiveram minha aprovação. Afinal de contas, estudar é dialogar com os diversos saberes existentes, questionando, entendendo ou aprofundado meus conhecimentos com vistas a um objetivo.

Começo por analisar a palavra impessoal e percebo o prefixo -im (negação). Não há pessoa relacionada ao verbo, ou seja, não há sujeito para ele. Sujeito: de quem ou do que se declara algo.

Pessoas do discurso/Pronomes pessoais

- 1a.: quem fala / EU - sing. ou NÓS - plural
- 2a.: com quem se fala / TU, VOCÊ - singular - ou NÓS, VOCÊS - plural

- 3a.: de quem se fala / ELE/ELA - singular - ELES/ELAS - plural


Observação pertinente sobre o sujeito: Como em nossa língua não há pronome diferenciado para objetos e animais, como acontece com o pronome it, no inglês, há uma tendência a se confundir o quem? com o quê? na busca pelo sujeito da oração. Imaginam que o sujeito é apenas uma "pessoa", um ser humano, com a equívoca ideia de que é aquele que pratica uma ação. ERRADO 

Exemplo: O livro está sobre a mesa. Ele é muito bom! Sujeito das orações: O livro/Ele.

HAVER = EXISTIR

É empregado como IMPESSOAL, isto é, sem sujeito, quando significa "existir", ou quando indica tempo decorrido. Nesses casos, conjuga-se somente na 3a. pessoa do singular, em qualquer tempo:

Há trovoadas em toda a parte...(CUNHA & CINTRA, 2007: p. 553)

2. Quando haver significa "existir" e vem acompanhado de auxiliares ir, dever, poder, etc., a locução formada é também impessoal: 

- Eu não sei, senhor doutor, mas deve haver leis... (p. 554)

Quanto ao emprego de existir, os autores fazem a seguinte observação (Ibid., p. 554):

O verbo haver, quando sinônimo de "existir", constrói-se de modo diverso deste. Nesta acepção, haver não tem sujeito e é transitivo direto, sendo o seu objeto o nome da coisa existente ou, a substituí-lo, o pronome pessoal o (a, lo, la). Existir, ao contrário, é intransitivo e possui sujeito, expresso pelo nome da coisa existente. Dir-se-á, pois:

Há tantas folhas pelas calçadas! 
Existem tantas folhas pelas calçadas!


Fonte: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/13903/13903_6.PDF. Acesso em 29/02/2015)

Fazendo a análise sintática das frases acima, temos:

- Há (VTD) tantas folhas (OD) pelas calçadas (Adj. Adverbial de lugar) - Oração sem sujeito

- Existem tantas folhas pelas calçadas. Existem (VI) tantas folhas (Sujeito simples na 3a. pessoa do plural - elas) 

Outra colocação pertinente sobre o verbo haver:


Verbo haver indicando tempo decorrido


Não se deve usar o verbo haver na indicação de tempo decorrido junto com o advérbio atrás. Ora se usa um, ora outro.

Ex.: Há quinze dias, estive em São Paulo. OuQuinze dias atrás eu estive em São Paulo.

É inadequado dizer:Há quinze dias atrás eu estive em São Paulo.

Com outros significados, o verbo haver deverá concordar com o sujeito.

Ex.: Eles hão de entender o caso.


Fonte: http://www.revisorondir.com/007/site/ajuda/verbos.html. Acesso em: 29/02/2015.

FAZER

Verbo fazer, indicando tempo decorrido ou fenômeno da natureza


Ex.: Ontem fez dez anos que ele morreu.
Faz noites friíssimas nas serras gaúchas.

O verbo fazer, quanto à predicação, é transitivo direto. O elemento que parece ser sujeito, na verdade é objeto direto.

Ex.: Faz noites friíssimas. (noites friíssimas = objeto direto)

Em locução verbal, cujo verbo principal seja fazer, indicando tempo decorrido ou fenômeno da natureza, o verbo auxiliar também ficará na terceira pessoa do singular.
Ex.: Deve fazer dez anos que ele morreu.

Fonte: http://www.revisorondir.com/007/site/ajuda/verbos.html. Acesso em: 29/02/2015



Quando o estudante tem dúvidas quanto à transitividade verbal, o melhor é pesquisar em um dicionário, observando a mudança da transitividade verbal relativa ao sentido do verbo no contexto. Segundo o Dicionário Michaelis, fazer (impessoal) é VTD, confira:


vtd 14 impess Estar, existir, haver (indicando o estado da atmosfera): Faz calorfaz friovtd 15 impess Ter decorrido; haver, completar-se (falando do tempo): Faz nove dias que cheguei.


Fonte: http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=fazer. Acesso em 29/02/2015.