Social Icons

Redação nota mil: tese e argumentação


O texto dissertativo-argumentativo abaixo, criado a partir de uma proposta de Simulado para o ENEM aborda o tema da Tragédia de Mariana (Tema Interdisciplinar) e mostra um posicionamento e repertório argumentativo bem desenvolvidos pela estudante.



A tese é o posicionamento do autor frente a um problema social e refere-se a um tema que mereça discussão. A tese deve apresentar uma estrutura de sentença completa da língua como SVC (Sujeito + verbo + complemento) e constrói uma proposição polêmica que deve ser defendida pelo articulador textual.

A argumentação, por sua vez,  é o processo que justifica este posicionamento por meio de comprovações. É como se fosse a demonstração dos "por quês" relativos à defesa da tese: exemplo: "Por que defendo isto?"

Veja abaixo o texto Nota 1000 sobre o tema: "Mariana: Fatalidade ou Negligência?" que bem apresenta uma polêmica argumentativamente defendida com fatos e análises nos três parágrafos seguintes do texto.


Lucro acima da natureza

O desastre ambiental ocorrido em Mariana é uma consequência da falta de preocupação com o meio ambiente e da valorização da economia capitalista. É evidente, também, a ineficiência dos órgãos governamentais brasileiros, responsáveis pelo auxilio à preservação da natureza. O rompimento da barragem em Mariana não foi um desastre, mas sim uma negligência. (tese)
Em nosso modelo econômico atual, é predominante a busca pelo desenvolvimento e lucro. Por diversas vezes, esse desejo de poder financeiro se torna intenso e a preservação do ambiente é prejudicada. Esse fator se relaciona ao ocorrido com a mineradora Samarco, cujo objetivo era estritamente comercial, não havendo a conscientização ambiental necessária. 
A atividade de mineração, como um fator isolado, já causa danos ao solo, e quando combinada ao ambiente em que está localizada, pode causar prejuízos maiores, tanto à natureza, quanto à população.  Por este motivo, é fundamental a existência de precauções e cuidados ambientais, o que provavelmente não ocorreu em Mariana.
Para o cumprimento desses cuidados, há leis e órgãos governamentais responsáveis pela fiscalização e regulamentação de atividades que, porventura, podem causar danos à natureza. No entanto, na tragédia de Mariana, não foram realizadas medidas que prevenissem o rompimento da barreira, nem soluções que pudessem minimizar os prejuízos causados em decorrência da tragédia, fato este que revela a necessidade da conscientização ambiental em nossa sociedade e mostra o descaso de autoridades, governo e iniciativa privada que, vemos, visam o ganho material em primeiro plano. (argumentação)
Portanto, as leis já estabelecidas de preservação à natureza devem ser cumpridas para que não haja a negligência. Para isso, o governo deve regulamentar e fiscalizar corretamente e com mais eficácia, aplicando as devidas multas àqueles que causam danos ao meio ambiente. Campanhas públicas também precisam ser realizadas com a finalidade de conscientizar a população sobre a importância do cuidado ambiental para que todos possam reivindicar os deveres dos órgãos responsáveis. 

Estudante: Eduarda A.


Não perca nosso Curso de Redação On-line!




Texto comentado por Marilisa Cardoso
Post atualizado em 23 de maio de 2017